Sexta, 07 de Maio de 2021 03:29
67 99879-8533
Saúde Alerta

Nova variante do coronavírus, P1, 'já predomina no MS' e entre mais jovens, diz Governo do estado

Um estudo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul apontou que foram identificadas a cepa brasileira em 82% de 32 amostras analisadas.

16/04/2021 17h04
Por: Andressa Macedo Fonte: G1 MS
Mutação do coronavírus — Foto: JN
Mutação do coronavírus — Foto: JN

Um novo estudo feito pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), identificou que 82% de 32 amostras analisadas são da variante brasileira do coronavírus, denominada por P1. Os dados genéticos foram estudados entre os dias 6 e 9 de abril.

Para divulgar a informação, o site oficial do Governo de Mato Grosso do Sul apontou que a nova variante, a P1, "já predomina" em todo o estado. A cepa, que tem maior transmissibilidade, segundo o estudo, tem atingido a população mais jovem de Mato Grosso do Sul. Este grupo, infectado pela nova cepa, tem apresentado uma evolução mais rápida da doença e maior gravidade.

Além da maior agressividade, os especialistas apontam que a P1 tem a capacidade de diminuir a efetividade das vacinas, sendo a maior responsável pelo número elevado de casos e levando a uma necessidade maior de leitos de UTI.

No última segunda-feira (12), o Laboratório Central do estado também informou a circulação da P2 em Mato Grosso do Sul, o que demostra a proliferação das duas variantes entre os sul-mato-grossenses.

O Laboratório Central de Mato Grosso do Sul (Lacen) confirmou em dois pacientes infectados com a Covid-19 no estado, a variante P2. Os casos são em um homem, de 47 anos, morador de Ladário (MS) e, em uma jovem, de 19 anos, moradora de Fátima do Sul (MS), a 232 km de Campo Grande.

 

Ele1 - Criar site de notícias