Segunda, 23 de Maio de 2022
26°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Economia Em alta!

Exportações de Mato Grosso do Sul crescem 22% no primeiro quadrimestre do ano

Os números seguem uma tendência de melhora da economia sul-mato-grossense

14/05/2022 às 09h56
Por: Redação Fonte: Portal do Governo de Mato Grosso do Sul
Compartilhe:
Exportações de Mato Grosso do Sul crescem 22% no primeiro quadrimestre do ano

O valor de tudo que Mato Grosso do Sul vendeu ao exterior nos quatro primeiros meses de 2022 soma US$ 2,53 bilhões. Esse valor é 22% superior ao apurado no mesmo período do ano passado: US$ 2,076 bilhões. As importações também cresceram – foram US$ 1,035 bilhão entre janeiro e abril de 2022 contra US$ 742 milhões no igual período de 2021.

Com isso, o superávit da Balança Comercial (a diferença entre o que o Estado exportou e importou) não subiu na mesma proporção que as exportações. Passou de US$ 1,333 bilhão para US$ 1,499 bilhão, alta de 12%.

Os dados constam na Carta de Conjuntura elaborada pela Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

Os números seguem uma tendência de melhora da economia sul-mato-grossense e refletem a venda da safra de soja que terminou em abril, fazendo com que o produto assumisse a lista da pauta de exportações pelo segundo mês consecutivo.

Secretário Jaime Verruck

“A comercialização da safra de soja faz com que o produto assuma a lista dos principais commodities do Estado, desbancando a celulose, cuja produção é praticamente estável o ano todo. Temos que considerar, ainda, que tivemos uma quebra considerável na safra de soja devido a problemas com estiagem, ou seja, o volume e o valor das exportações com esse produto poderiam ser ainda maiores”, ponderou o secretário da Semagro, Jaime Verruck.

A soja, sozinha, respondeu por 39,97% do valor total exportado por Mato Grosso do Sul no primeiro quadrimestre, aumento considerável (+32%) em relação ao volume apurado com a venda do produto no mesmo período do ano passado.

No segundo lugar da pauta aparece a celulose, com 17,51% de participação, representando diminuição de 5,16% em termos de valores, se comparado à soma atingida com a venda desse produto entre janeiro e abril do ano passado. Já em termos de volume, houve aumento de 1,15%.

Quanto ao destino das exportações, persiste uma concentração nas vendas para a China. O gigante asiático figura como principal parceiro comercial de Mato Grosso do Sul, tendo participação de 48,12% na soma total das exportações.

Os países passaram a comprar mais produtos sul-mato-grossenses, ampliando a sua fatia no bolo das exportações, foram: Índia (+614,68%) e Vietnã (+533,18%). A maior queda foi registrada nas vendas para a Argentina:  baixa de 45,62% em relação ao apurado entre janeiro e abril de 2021.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias