Segunda, 23 de Maio de 2022
26°

Alguma nebulosidade

Campo Grande - MS

Polícia Assédio!

Diretor de escola é denunciado por suspeita de assédio contra adolescente

Ele trocou mensagens com ex-aluna, de 15 anos, e chegou a convidar para ir comer pizza em sua casa

11/05/2022 às 18h42
Por: Redação Fonte: Jornal da Nova
Compartilhe:
Glaucia Lourenço na porta da Delegacia da Mulher em Nova Andradina / Imagens: Jornal da Nova
Glaucia Lourenço na porta da Delegacia da Mulher em Nova Andradina / Imagens: Jornal da Nova

O diretor da escola municipal Efantina de Quadros de Nova Andradina, Marcos Eduardo Carneiro, foi denunciado nesta quarta-feira (11), na DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) por Glaucia Lourenço, de 37 anos, mãe de uma adolescente, de 15 anos, pelo crime de importunação sexual cometido por meio de redes sociais.

A mulher prestou um boletim de ocorrência e entregou prints de mensagens de cunho sexual que a filha recebeu.

A mãe da vítima soube do teor das mensagens depois que a alertaram sobre divulgação nas redes sociais. Ao ler as mensagens e ficou chocada com a situação, que a levou a denunciá-lo na DAM.

“Minha filha estudou nesta escola desde pequena, a gente confia nos professores e quem trabalha na instituição e agora ele se aproveitando da condição de diretor para ficar galanteando menores”, frisa com indignação Glaucia Lourenço.

Glaucia disse ao Jornal da Nova que pretende ir até o fim. “Não admitido isso com minha filha e todas as mães que descobrirem se suas filhas ou filhos sofreram algum tipo de abuso, denuncie na Delegacia, essas coisas não podem ficar impunes”, destacou.

Entre as mensagens que o Jornal da Nova teve acesso, o diretor diz para adolescente: “Eu fico olhando a sua foto. Você tem uma boca maravilhosa. Sem maldade, mas dá uma vontade de dar uma mordidinha”, na sequência ele ri (Rssss).

Mensagens do celular da vítima - Foto: Reprodução/Jornal da Nova

Entre outras mensagens, que já estão em poder da Delegacia da Mulher, o suspeito marca encontro com a jovem no Simted, diz que está calor e que vai para lá, na intenção de vê-la e se refrescar na piscina.

Em vários momentos ele a elogia chamando de linda. Em outras, o diretor a convida para sair. “Precisamos marcar alguma coisa juntos, quando você quiser e puder. É só me avisar. Inclusive hoje”, com data de 23 de abril passado.

As mensagens, conforma apurou a reportagem, teve início em janeiro deste ano e no final, a jovem manda um recado para o professor.

“Diretor, posso te falar uma coisa. Eu fui pegando simpatia com o senhor só pra ver até onde você ia com seu caráter. Na moral, mesmo quando eu estudava aí eu te admirava, mas depois que sai sua máscara caiu”, diz a adolescente na mensagem direcionada ao Marcos Eduardo. 

Mensagens do celular da vítima - Foto: Reprodução/Jornal da Nova

Ela ainda alerta: “Cuidado hem, que o povo tá repassando o print que o senhor comentou no meu status, meu respeito por você acabou”, pontuou a jovem.

O diretor responde chamando o nome da vítima: “Me desculpe. Eu sei que eu errei com o meu comentário. Foi um comentário muito infeliz”, disse.

“O senhor errou quando começou a dar ideia em de menor. Espero do fundo do meu coração que seja só comigo, que o senhor não esteja agindo da mesma forma com alunas daí, como o senhor vem agindo comigo. Era pra eu ter perdido a paciência com você faz tempo”, finaliza e ele responde: “Peço perdão. Realmente errei”.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com o diretor via telefone, mas ele não atendeu as ligações e deixa espaço para que ele possa dar esclarecimentos.

Semec

Marcos Eduardo Carneiro foi afastado - Foto: Arquivo/Jornal da Nova

A Semec (Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura, por meio da secretária Giuliana Masculi Pokrywiecki, informou que já abriu um PAD (Procedimento Administrativo Discipular) contra o diretor Marcos Eduardo Carneiro e que já está afastado das suas funções.

DAM

A delegada titular da DAM Daniella Nunes, informa que investiga a denúncia. Conforme a apuração policial, a vítima recebia mensagens inoportunas em suas redes sociais.

Disse também que não pode comentar o caso devido ser menor de idade, mas que por ora, o caso é tratado como abuso sexual.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias