Segunda, 23 de Maio de 2022
25°

Muitas nuvens

Campo Grande - MS

Internacional Rússia x Ucrânia!

Otan reforça defesa da fronteira com a Ucrânia com aviões e navios

Aliança militar declarou que a medida ocorre para contrabalançar a concentração de tropas russas na região

24/01/2022 às 16h05
Por: Redação Fonte: R7
Compartilhe:
O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, fala durante uma conferência de imprensa HANNIBAL HANSCHKE/AFP
O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, fala durante uma conferência de imprensa HANNIBAL HANSCHKE/AFP

Os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) reforçaram a capacidade de defesa do flanco leste da Europa com o envio de aviões e navios para contrabalançar a concentração de tropas russas na fronteira com a Ucrânia — anunciou a instituição nesta segunda-feira (24).

Os países da aliança "estão pondo forças em estado de alerta e enviando navios e aviões de combate adicionais para deslocamentos da Otan no Leste Europeu, reforçando a dissuasão e a defesa", disse a organização em um comunicado.

"A Otan continuará tomando todas as medidas necessárias para proteger e defender todos os aliados, inclusive reforçando a parte oriental da aliança", afirmou seu secretário-geral, Jens Stoltenberg, na nota.

A organização destacou que a Espanha "está enviando navios para se juntarem às forças navais da Otan e está considerando enviar aviões de combate para a Bulgária", entre outras iniciativas.

"A Dinamarca enviará uma fragata para o Mar Báltico e mobilizará quatro caças F-16 para a Lituânia em apoio à missão de vigilância aérea da Otan na região", acrescentou a organização.

Do mesmo modo, completa a nota divulgada, a França "manifestou sua disposição de enviar tropas para a Romênia sob o comando da Otan".

Enquanto isso, a Holanda enviará "dois caças F-35 à Bulgária, a partir de abril, para apoiar as atividades de vigilância aérea da Otan na região e colocará um navio e unidades terrestres de prontidão para a Força de Resposta da Otan".

O principal aliado da organização, os Estados Unidos, "também deixou claro que planeja aumentar sua presença militar na zona leste da aliança", disse Stoltenberg.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias