Quarta, 26 de Janeiro de 2022
31°

Nuvens esparsas

Campo Grande - MS

Polícia Novinha malandrinha!

Mulher de 23 anos é presa por receptação qualificada em Campo Grande

A receptação qualificada vai de três a oito anos de reclusão e multa

12/01/2022 às 18h41
Por: Redação Fonte: Polícia Civil MS
Compartilhe:
Mulher de 23 anos é presa por receptação qualificada em Campo Grande

Campo Grande (MS) - Uma mulher de 23 anos foi presa nesta quarta-feira, 12/01, pela Polícia Civil em Campo Grande. Ela foi autuada em flagrante por uma equipe da 3ª Delegacia quando tentava vender um violão furtado.

B.S.S. foi presa no bairro Bosque da Esperança e irá responder pelo crime de receptação qualificada. Ela estava revendendo o instrumento musical, que foi subtraído de uma residência no bairro Giocondo Orsi, no dia 05/01/2022.

Conforme apurado pela Polícia Civil, a autora utiliza uma página em uma rede de relacionamento, para a comercialização de objetos usados em geral e neste perfil estava sendo anunciado o violão furtado, que foi reconhecido pela vítima.

Assim que tomou conhecimento dos fatos, a Polícia Civil conseguiu localizar a autora e prendê-la. O objeto furtado foi apreendido e restituído à vítima.

Diante dos fatos, a Polícia Civil faz um a alerta para que a população tenha cautela ao negociar produtos usados na rede mundial de computadores, nas páginas de relacionamento social e sites específicos para estes fins.

Conforme o delegado Ricardo Meirelles Bernadinelli, antes de comprar qualquer produto é necessária a confirmação de procedência lícita, mediante documentos idôneos, para se evitar a ocorrência de golpes, bem como o cometimento de crimes graves como o de Receptação.

Vale ressaltar que a pena para este crime é de um a quatro de reclusão e multa. Já a receptação qualificada vai de três a oito anos de reclusão e multa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias