Sábado, 19 de Junho de 2021 09:28
0
Polícia Banda podre!

Delação de 3 policiais levou à ação contra 'Renegados'

Dos 22 integrantes que tiveram decretadas as prisões, 15 passaram por audiência de custódia

06/05/2021 08h33 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Gazeta Didital
Divulgação/PF-AM
Divulgação/PF-AM

Delação premiada de 3 policiais que integraram a associação criminosa desmantelada na Operação Renegados em Mato Grosso, subsidiaram investigações que ligaram seus membros na prática de diversos crimes, entre tráfico de entorpecentes, roubos, corrupção, extorsão e peculato.

Os atos investigados pelas corregedorias das polícias Civil e Militar ocorreram a partir de 2017 e resultaram na ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O policial civil Sandro Victor Teixeira Silva continua foragido, com outros 6 membros do grupo, entre eles ex-presidiários. Dos 22 integrantes que tiveram decretadas as prisões, 15 passaram por audiência de custódia, que se encerrou às 21h30 de terça-feira (4).

Apenas um dos investigados teve a prisão preventiva convertida em prisão domiciliar, pela magistrada Ana Cristina Silva Mendes. Kelle de Arruda Santos teve direito ao benefício pelo fato de possuir filhos menores com 14, 13, 10 e 6 anos, um deles portador de necessidades especiais. Mas Kelle, que já possui antecedentes por roubo e tráfico, foi advertida que se não cumprir as medidas restritivas impostas terá o benefício retirado.

 Os depoimentos dos presos devem ser finalizados ainda esta semana, acredita o advogado Ricardo Monteiro, que faz a defesa de 7 policiais civis presos, por meio do sindicato da categoria.

Ele1 - Criar site de notícias