Segunda, 21 de Junho de 2021 06:43
0
Polícia Na Capital

Professor de educação física é preso suspeito de estuprar 5 meninas em lar beneficente em MS

Segundo a polícia, o caso é investigado a pelo menos dois meses e nessa quinta, cumpriu os mandados de busca e apreensão contra o suspeito, em Campo Grande.

06/05/2021 07h55
Por: Andressa Macedo Fonte: G1 MS
Computador de suspeito foi apreendido, em Campo Grande. — Foto: Depca/Divulgação
Computador de suspeito foi apreendido, em Campo Grande. — Foto: Depca/Divulgação

Um professor de de educação física de 32 anos foi preso nesta quarta-feira (5), suspeito de estuprar cinco meninas que eram atendidas em um lar beneficente onde ele trabalhava, no bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Segundo a delegada da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente (Depca), Franciele Candotti, o caso é investigado há pelo menos dois meses e nessa quarta (6), cumpriu os mandados de busca e apreensão contra o suspeito.

Conforme a polícia, contra o professor foram encontrado provas que permitiram a prisão dele em flagrante. Em um computador, os policiais também encontraram vídeos e fotos que identificaram as vítimas e a instituição onde dava aula.

"No local ele passou a ganhar confiança das meninas e com elas praticaram vários atos libidinosos, inclusive, usando as dependências do Lar, principalmente as salas de informática", explicou.

Ainda de acordo com a delegada, o suspeito filmava os atos libidinosos e trocava fotos íntimas com as garotas, tudo dentro da instituição:

"Ele vem praticando esses delitos há anos, porque em 2015, ele foi condenado pela prática desse crime [estupro de vulnerável]. Na época, ele foi desligado do Lar e depois foi novamente contratado e lá, ele ficou mais seis anos", explicou.

Conforme a delegada, o alerta é para que, caso haja outras vítimas, a denúncia seja feita à polícia. O Caso foi registrado como estupro de vulnerável. Até a publicação da reportagem o G1 não conseguiu contato com a defesa do professor.

Ele1 - Criar site de notícias