Sábado, 15 de Maio de 2021 23:53
0
Brasil Ao ataque!

Bolsonaro diz que falta “coragem moral” a Barroso e aponta “ativismo judicial”

Ministro ordena CPI da covid-19, Presidente desafia o magistrado e diz que Barroso faz “politicalha”

09/04/2021 09h46 Atualizada há 1 mês
Por: Redação Fonte: Poder360
Bolsonaro diz que falta “coragem moral” a Barroso e aponta “ativismo judicial”

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que “falta coragem” ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso e sobra a ele “ativismo judicial”. O comentário foi feito na manhã desta 6ª feira (9.abr.2021) a apoiadores. Bolsonaro comentava a decisão do ministro que obriga o Senado a instalar a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid para investigar as ações do governo federal no combate à pandemia.

“Pelo que me parece, falta coragem moral para o Barroso e sobra ativismo judicial“, disse o presidente. E completou: “Não é disso que o Brasil precisa. Vivendo um momento crítico de pandemia, pessoas morrem. E o ministro do Supremo Tribunal Federal faz politicalha junto ao Senado Federal“.

Barroso concedeu uma liminar (decisão provisória) na noite dessa 5ª feira (9.abr) para a abertura da CPI. A comissão deve investigar eventuais omissões do governo federal no enfrentamento ao coronavírus.

Para Bolsonaro, o que deveria ser apurado são os “desvios de recurso de governadores“. Ele criticou a decisão do ministro e disse que ele agiu em conjunto com a bancada de esquerda do Senado “para desgastar o governo“. Ainda de acordo com o presidente, os governadores e prefeitos desviaram “bilhões” de reais em verba pública destinada à pandemia.

O presidente disse ainda que o ministro Barroso não tem “coragem moral” de determinar a abertura de processos de impeachment contra ministros do STF. “Se tiver um pingo de moral, ministro Barroso, mande abrir os processos de impeachment contra alguns dos seus companheiros do Supremo Tribunal Federal“, disse Bolsonaro.

O Senado tem ao menos 10 pedidos de impeachment contra ministros do STF. O integrante mais visado da Corte é Alexandre de Moraes, desafeto de bolsonaristas. Há no Senado até mesmo um pedido para retirar todos os integrantes do Supremo. Não há nenhum pedido específico para o impeachment de Barroso.

Assista ao vídeo do discurso de Bolsonaro a apoiadores (2min12s):

Ele1 - Criar site de notícias