Segunda, 19 de Abril de 2021 02:18
67 99879-8533
Entretenimento Que saco!

Vera Gimenez reclama de 'geração mimimi' e compara racismo no Brasil com EUA: 'lá era terrível'

Gimenez falou dos diversos trabalhos de comédia que fez como atriz e reclamou do policiamento

05/04/2021 14h52
Por: Redação Fonte: Extra
Vera Gimenez reclama de 'geração mimimi' e compara racismo no Brasil com EUA: 'lá era terrível'

Vera Gimenez, mãe da apresentadora Luciana Gimenez, participou de uma live nas redes sociais e deu uma declaração polêmica sobre o racismo no Brasil. A atriz de 73 anos, comparou o preconceito racial com o vivido nos EUA, e afirmou que o país está importando um racismo americano. Vera ainda falou da geração "mimimi", que segundo ela, "reclama de tudo".

"É geração mimimi, eu acho muito chato. Qualquer coisa que se fale, é muito mimimi. Você não pode fazer uma piada, nem falar mais nada. Gente, vocês importaram de onde? Dos EUA, por exemplo, esse racismo... Olha, dentro a universidade que eu fiz, eu tinha três grandes amigas: Zezé, Ana e Desluce. Hoje em dia, não sei se fala 'pretas ou negras', não importa. Elas continuam minhas amigas. Eu até liguei para a Ana, quando eu vi umas coisas de racismo no 'BBB', e falei: 'Ana, será que a gente ia conseguir ser amiga como é até hoje, desde 1981... Será que a gente conseguiria ser?' Porque estou vendo esse racismo importado americano. Porque lá, sim, o racismo... Aqui tem racismo, não estou desfazendo disso. Mas lá o racismo era terrível. Até a década de 50, 60, sei lá, os negros não podiam entrar no mesmo ônibus. Os negros, não, os pretos. Ahhhh, não sei mais como fala.... Aqui (no Brasil) nunca teve isso. E, aliás, eu desafio a qualquer brasileiro, que não tenha um negro na família. Eu acho difícil", disse ela durante uma live no Instagram com o ator e comediante Diogo Bonfim.

"Aqui sempre teve um racismo de dinheiro: se você é rico, você pode ser negro, tanto faz. Nunca ninguém se importa. Nos EUA, não é bem assim. Agora está se importando esse problema aqui para o Brasil, que eu acho terrível, não consigo entender", continuou.

Durante o papo, Gimenez falou dos diversos trabalhos de comédia que fez como atriz e reclamou do policiamento que as pessoas fazem hoje com alguns temas.

"Hoje em dia, você não pode falar de gay, não pode falar disso, não pode falar daquilo. Acho isso uma bobagem tão grande. Você não pode falar... Você é, sei lá, questionado, cancelado".

Ele1 - Criar site de notícias