Segunda, 19 de Abril de 2021 01:30
67 99879-8533
Brasil Não se emendam!

Salários e penduricalhos no serviço público custam mais de R$1 trilhão por ano

Cruzamento de dados, feito pela CGU, atesta o acúmulo indevido nos vencimentos de servidores

04/04/2021 06h56
Por: Redação Fonte: Diário do Poder
Salários e penduricalhos no serviço público custam mais de R$1 trilhão por ano

O funcionalismo público brasileiro custou R$928 bilhões em 2019, o que representa mais de 13,7% de tudo produzido pela economia do País, de acordo com estudo do Instituto Millenium/ODX, e em 2020 ultrapassou a marca de R$1 trilhão.

Apesar de a Constituição limitar os salários aos de ministros do Supremo Tribunal Federal (R$39,2 mil), os penduricalhos aumentam os valores pagos, segundo revelou o ministro Wagner Rosário (Transparência) à Rádio Bandeirantes, após cruzamento de dados. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Rosário disse que tem sido revelador o cruzamento de dados, feito pela CGU, atestando acúmulo indevido nos vencimentos de servidores.

Fim dos marajás

Rosário disse que tem sido revelador o cruzamento de dados, feito pela CGU, atestando acúmulo indevido nos vencimentos de servidores.

Exemplo prático

Há casos, por exemplo, de casal aposentado em quatro repartições, cujos filhos acumulam quatro pensões, que somadas, extrapolam o teto.

Exército de 9,7 milhões

O funcionalismo público totaliza 9,7 milhões de empregos, o que representa 21% dos 46 milhões de postos formais existentes em 2019.

Municípios pesam

O funcionalismo público municipal é 5,7 vezes maior do que o federal e 1,7 vez maior do que o estadual, diz o Instituto Millenium/ODX.

Ele1 - Criar site de notícias