Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 20:48
67 99879-8533
Política & Geral Medicamento

Rosa Weber envia à PGR notícia-crime contra Bolsonaro por indicar cloroquina

Procedimento é praxe no Supremo Aras deve se manifestar sobre ação

22/02/2021 09h16
20
Por: Andressa Macedo Fonte: Poder360
Rosinei Coutinho/STF
Rosinei Coutinho/STF

A ministra do STF (Supremo Tribunal Federa) Rosa Weber enviou à PGR (Procuradoria Geral da República) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bolsonaro por indicar o uso de cloroquina para tratamento da covid-19.

A ação, protocolada pelo PDT em 9 de fevereiro, acusa Bolsonaro de colocar em risco a população ao sugerir medicamentos que não tem eficácia comprovada contra a doença causada pela novo coronavírus.

O envio de notícias-crimes pelo STF à PGR é praxe. Cabe ao procurador-geral da República, Augusto Aras, autorizar a investigação solicitada pelo partido.

A notícia-crime destaca a produção de 3,2 milhões de comprimidos de cloroquina pelo governo federal.

O PDT também cita o aplicativo TrateCov, lançado de forma experimental pelo Ministério da Saúde no Amazonas. A plataforma indicava um receituário de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes com qualquer tipo de sintoma.

“Todos os estudos apontaram que o remédio [cloroquina] não interfere no quadro do paciente com o vírus nem reduz chances de contágio. Mesmo diante disso, o presidente da República e o Ministério da Saúde lançaram campanha para a utilização de tratamento precoce contra a covid-19, especificamente com a criação do aplicativo TrateCov, em que se recomendava o uso da cloroquina”, afirmou o partido.

O Poder360 procurou o Ministério da Saúde e a Secom (Secretaria de Comunicação Social) da Presidência da República para comentar o caso, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Ele1 - Criar site de notícias