Quinta, 03 de Dezembro de 2020 19:06
67 99879-8533
Política Eleição na Capital

TRE-MS finaliza totalização e aponta eleição de Marquinhos Trad com 59,46% dos votos

Sergio Harfouche teve os votos anulados na nova divulgação

22/11/2020 14h22
21
Por: Andressa Macedo Fonte: Midiamax
TRE-MS finaliza totalização e aponta eleição de Marquinhos Trad com 59,46% dos votos

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) finalizou a votação das eleições 2020. O resultado aponta a reeleição do prefeito Marquinhos Trad (PSD) com 59,46% dos votos válidos – 218.418 votos.

A atualização da Justiça Eleitoral saiu na sexta-feira (20), quase uma semana depois do pleito que, neste ano, foi marcado por falhas que causaram atraso na divulgação. Além disso, em Campo Grande, duas candidaturas foram indeferidas. 

Na mesma totalização, Pedro Kemp (PT), antes em terceiro lugar, aparece em segundo, 9,40% dos votos. Isso porque, Sérgio Harfouche (Avante), cuja candidatura foi indeferida, aparece sem votos – ele aparecia na segunda colocação.

Do PSL, Vinícius Siqueira teve 9,27%, Sidnéia Tobias (Podemos), 5,20%, Márcio Fernandes (MDB), 3,41%, Esacheu Nascimento (PP), 2,77%, João Henrique Catan (PL), 2,76%, Marcelo Miglioli (SD), 2,15%, Dagoberto Nogueira (PDT), 1,77%, Guto Scarpanti (Novo), 1,31%.

Ainda, Cris Duarte (PSOL), 1,26%, Marcelo Bluma (PV), 0,72%, Paulo Matos (PSC), 0,51%. Assim como Harfouche, Tiago Carvalho (PCO), que também teve a candidatura indeferida, aparece com zero votos.

Foram 24.697 de votos brancos e 18.316 anularam. Compareceram nas urnas 458.484 eleitores de Campo Grande, ou 74,86%, em 15 de novembro. 

No aplicativo da Justiça Eleitoral, é possível verificar resultados por seção, zona, candidato, município, verificar os prefeitos e vereadores eleitos, estatísticas de votos brancos, nulos, abstenção, entre outras informações, em todo o Brasil.

Votos zerados 

Na divulgação do TRE, Sérgio Harfouche apareceu com zero votos. Antes da eleição, a candidatura acionou a Justiça contra o jornal, que tinha divulgado que a anulação era uma possibilidade.

O nome do então candidato apareceu nas urnas e pode receber votos no dia. Sua candidatura aparecia, na primeira divulgação, como ‘sub judice’ e, agora, com 0,00%.

Ele1 - Criar site de notícias