Segunda, 19 de Outubro de 2020 16:39
67 99879-8533
Geral Apoio

Projeto da Energisa e Unesco vai distribuir 600 cestas básicas a famílias vulneráveis de MS

O projeto conta com o apoio de organizações da sociedade civil e de lideranças comunitárias locais selecionadas pela Unesco.

15/10/2020 15h20
33
Por: Andressa Macedo Fonte: G1 MS
Projeto da Energisa e Unesco vai distribuir cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social de Campo Grande — Foto: Energisa/Divulgação
Projeto da Energisa e Unesco vai distribuir cestas básicas a famílias em situação de vulnerabilidade social de Campo Grande — Foto: Energisa/Divulgação

Projeto da Energisa e da Organização das Nações Unidas para a Educação e da Ciência e a Cultura (Unesco) vai distribuir 600 cestas de alimentos para atender, até dezembro deste ano, famílias dos bairros Dom Antônio Barbosa, Residencial José Teruel Filho, Jardim Colorado, Parque dos Sabias, Parque do Sol, Parque do Lageado, Morada do Sol, Vespasiano Martins e Los Angeles, em Campo Grande.

A ação humanitária emergencial de combate a fome integra o movimento Energia do Bem, iniciativa liderada pela Energisa que destinou R$ 8 milhões a diversas frentes de combate à pandemia de Covid-19 em todo o país.

O projeto conta com o apoio de organizações da sociedade civil e de lideranças comunitárias locais selecionadas pela Unesco. Desta forma, a ação conjunta atinge um maior número de pessoas com elevado índice de vulnerabilidade social e econômica em razão da pandemia.

Juntas, as entidades identificaram os grupos afetados pela crise e, em seguida, montaram as cestas com alimentos adquiridos em estabelecimentos comerciais locais. Além de beneficiar as famílias durante três meses, a iniciativa ajuda a movimentar a economia das cidades e dos bairros atendidos.

“A parceria com a Unesco é uma iniciativa de extrema importância porque contribui com a necessidade de famílias carentes que enfrentam dificuldades para colocar alimento dentro de suas casas. Nós, temos o compromisso de levar conforto às pessoas por meio da energia, e as ações de solidariedade nos permitem ajudar também aqueles que mais precisam a minimizarem os efeitos da pandemia num momento tão delicado como este”, afirma o diretor-presidente, Marcelo Vinhaes.

Ao longo da iniciativa, a Unesco realizará um diagnóstico socioeconômico das famílias atendidas para identificar os impactos da pandemia sobre elas. No levantamento, serão analisados indicadores sociais como segurança alimentar e nutricional, vulnerabilidade à violência, trabalho e renda, e expectativas no pós-pandemia.

“O mundo está desafiado pela pandemia da covid-19. E com isso, torna-se necessário que coordenemos ações de solidariedade e de engajamento para minimizar os efeitos da pandemia, principalmente nos grupos mais vulneráveis. Estamos muitos felizes com essa parceria com a Energisa. Nosso objetivo é apoiar aqueles que mais precisam, como famílias e comunidades que foram afetadas durante essa crise, além de contribuir com as organizações da sociedade civil e lideranças comunitárias na distribuição de alimentos e produtos de higiene”, diz Marlova Noleto, diretora e representante da Unesco no Brasil.

A parceria da Energisa com a Unesco no combate aos efeitos da pandemia começou no lançamento do Movimento Energia do Bem. A organização fez a curadoria de conteúdos para o

portal www.movimentoenergiadobem.com.br, incluindo materiais de domínio público de sua biblioteca digital. Os interessados também encontram acesso para a Biblioteca Mundial Online da instituição e para outros projetos como Educamídia (de educação midiática), Maré de Ciência e curso virtual das Nações Unidas sobre mudanças climáticas.

Ele1 - Criar site de notícias