Sexta, 23 de Outubro de 2020 07:57
67 99879-8533
Polícia Tráfico

Polícia vistoria 8 alvos e apreende celulares de grupo criminoso que leva drogas do Paraguai para SP

Investigação em MS aponta que grupo leva grande quantidade de maconha para outro estado e ainda pratica a lavagem de dinheiro, com compra e venda de veículos.

24/09/2020 15h15
22
Por: Andressa Macedo Fonte: G1 MS
Alguns dos objetos apreendidos pela polícia durante ação em município de MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Alguns dos objetos apreendidos pela polícia durante ação em município de MS — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil de Três Lagoas, na região leste do estado, deflagrou uma operação, nesta quinta-feira (24), para vistoriar 8 alvos e apreender celulares e outros objetos ilícitos, pertencente a um grupo criminoso que busca drogas no Paraguai e envia para São Paulo. Todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos, porém, não houve prisões.

"Nosso objetivo principal era produzir provas e dar continuidade as investigações. Em muitos casos, percebemos que o grupo criminoso estava tentando se antecipar a ação policial e precisávamos desses elementos. Tivemos a participação de todas as delegacias da cidade. É uma investigação que começou pelo SIG [Serviço de Investigações Gerais] e agora tivemos a operação", afirmou ao G1 o delegado Caio Goto, do 1° Distrito Policial de Três Lagoas.

Conforme a polícia, o grupo criminoso é voltado para o tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo que eles buscam, preferencialmente maconha, e a transportam da fronteira para outro estado. No decorrer da atividade ilícita, eles enviavam muitas mensagens e, constantemente, destruíam os chips e aparelhos celulares.

As buscas agora prosseguem no sentido de identificar os suspeitos. No mês de julho deste ano, ainda conforme o delegado, o chefe da quadrilha foi preso. A partir dele, outros homens foram identificados, todos com antecedentes por este tipo de crime e dois foram durante a manhã, acompanhados de seus advogados.

Os celulares passarão por perícia e a polícia ressalta que já sabe como é o modus operandi dos suspeitos, que ainda faziam o esquema de lavagem de dinheiro com a compra e venda de veículos.

Ele1 - Criar site de notícias