Segunda, 19 de Outubro de 2020 17:41
67 99879-8533
Geral Casa sobre rodas

Motorhome ganha força nas viagens do pós-pandemia

Liberdade e distanciamento social alavancaram a procura por

22/09/2020 17h55 Atualizada há 4 semanas
136
Por: Redação Fonte: Viagem e Turismo
Com a possibilidade de isolamento e mais proximidade com a natureza, o caravanismo é uma tendência do turismo pós-coronavírus (cookelma/Getty Images)
Com a possibilidade de isolamento e mais proximidade com a natureza, o caravanismo é uma tendência do turismo pós-coronavírus (cookelma/Getty Images)

Fala-se muito que o turismo da retomada será focado em lugares abertos, em meio à natureza e com menos gente ao redor. Enquanto não houver uma vacina, a tecla do “distanciamento social” será batida à exaustão. Há pessoas que se contentam em alugar uma casa em algum lugar isolado, outros gostariam de continuar perambulando, mas temem a função de entrar e sair de hotéis e do contato com outros hóspedes.

Uma alternativa para quem não abre mão dos deslocamentos são as viagens de motorhome, campervan e trailer, modalidades ainda pouco difundidas entre nós. Enquanto americanos, australianos e até argentinos mostram-se adeptos da casa sobre rodas há tempos, no Brasil sempre foi um estilo de viagem para poucos. Algumas das razões são a baixa oferta de veículos, estradas ruins, segurança, preço elevado e também algo cultural: o brasileiro ainda associa a ideia de férias com o não fazer nada, o que está longe de ser o caso de quem acampa utilizando um veículo, o dito caravanismo.

Mas a contar pelo que vem acontecendo na Europa, o cenário brasileiro talvez mude um pouco daqui para frente. Na Espanha, uma única locadora de motorhomes, a Yescapa, viu um incremento de 60% nas reservas para julho e agosto em relação ao mesmo período de 2019, como reportou a AFP. 

No Brasil, o interesse pelo caravanismo também aumentou significativamente. Foi o que percebeu a Vandão Motorhomes, uma das empresas de aluguel de veículos recreativos mais tradicionais do país. A locadora viu aumentar as reservas para o segundo semestre em 70% em relação ao mesmo período do ano passado. A maior razão, claro, é a possibilidade do distanciamento social.

E foi exatamente isso que vivenciou Ana Claudia Crispim, diretora de criação e viajante de carteirinha, que compartilha suas experiências pelo mundo no @rivotrip.oficial, no Instagram. Ano passado, antes do cenário sanitário mudar radicalmente, ela, o marido e o filho de 3 anos percorreram o oeste dos Estados Unidos a bordo de um motorhome, pelos estados da Califórnia, Nevada e Arizona. Foram 15 dias com quase nenhum contato humano. “Eu me retirei do mundo. Não tivemos muita interação com outras pessoas. Foi muita natureza, lugares vazios e uma imensidão para curtir em família”, conta.

 Na opinião de Ana, trailers e motorhomes são as opções mais seguras para viajar em tempos de covid-19. E não só pela menor interação com outros turistas: além de não se expor em hotéis, pousadas e nem aeroportos, as casas-móveis estão sob o seu total controle – ou seja, você mesmo supervisiona a limpeza e a segurança do ambiente. 

Mas mesmo antes da pandemia, as viagens a bordo de veículos recreativos já apresentavam vantagens. Confira a seguir algumas dicas e orientações importantes antes de sair alugando um motorhome e, sobretudo, avalie se esse tipo de turismo combina com o seu perfil.

Por que fazer uma viagem de trailer ou motorhome?

→ Liberdade: uma das principais garantias deste tipo de viagem é que você está no comando. Gostou muito de um lugar e quer ficar mais um dia? Fique. Quer trocar de rota na hora? Sem problemas. Com tudo o que precisa em mãos, as casas-móveis dão muito mais flexibilidade e oportunidade de montar roteiros sob demanda, sem muitas obrigações. É claro que o planejamento é fundamental (especialmente na alta temporada, por conta de vagas nos campings), mas o mais gostoso é ir com calma e descobrir as surpresas ao longo do caminho. 

→ Praticidade: esqueça gastar tempo precioso com check-in, check-out ou o fazer/desfazer malas. Ana Claudia admite que a experiência foi mais confortável do que esperava e assegura que dá para fazer tudo dentro do motorhome, inclusive cozinhar todas as refeições e tomar banho. 

→ Possibilidades de roteiro: com a chance de visitar vários destinos em uma só tacada, essa modalidade de viagem oferece uma infinidade de combinações de itinerário: você pode conhecer um lugar de natureza, cidade ou mesmo um estado diferente a cada dia. 

→ Economia: nem sempre isso é uma regra e pode variar caso a caso. O único jeito é colocar no papel e comparar. No cálculo do motorhome, o básico é levar em consideração o aluguel do veículo, seguro, combustível, campings, alimentação e utensílios como os de cozinha, limpeza, cama e banho, quando não vierem no pacote. Do outro lado, os valores da hospedagem, aluguel de carro ou preço das passagens aéreas, restaurantes e por aí vai. A viagem pelos Estados Unidos de Ana Claudia, por exemplo, foi 25% mais barata do que se tivesse escolhido algo “convencional”, com hotel e aluguel de carro.

Por que NÃO fazer uma viagem de trailer ou motorhome?

Talvez o caravanismo não combine com você se…

Férias for sinônimo de ter zero trabalho. O motorhome é o oposto disso: apesar de ser uma viagem tranquila, ela exige os mesmos cuidados que você tem na sua casa, principalmente com limpeza e alimentação. Se você é o tipo de pessoa que quer ser servido – café da manhã pronto, serviço de quarto, cama arrumada –, é melhor considerar um hotel. 

Rapidez e velocidade forem aspectos importantes. Esqueça andar na estrada a muitos quilômetros por hora: o motorhome é um veículo pesado e, portanto, mais lento – além de ter, em estradas de diferentes países, um limite menor do que os carros de passeio. Sem contar que este estilo de viagem é para ser naturalmente mais calmo, contemplativo e sem pressa. 

A sua viagem incluir cidades grandes. O motorhome e outros veículos da categoria não combinam com o trânsito e o frenesi das metrópoles e pode ser complicado arranjar vagas para estacionar ou até mesmo dirigir por ruas mais estreitas. O resultado é estresse. Se você realmente faz questão de incluir estes destinos no seu roteiro, considere usar o transporte público ou até mesmo alugar um carro de passeio. 

O que você precisa saber antes de alugar um motorhome

Para dirigir veículos de até seis toneladas (vans, trailers, kombis e campervans se encaixam nesse requisito), o condutor precisa ter a carteira de habilitação “B”, a mesma dos carros de passeio. Mas fique atento: algumas locadoras também exigem que o motorista tenha pelo menos cinco anos de habilitação.

Planejamento é essencial. Por mais livre e espontânea que a viagem possa ser, é muito importante ter uma boa ideia da sua rota para conseguir mapear os postos de gasolina, campings e restaurantes do caminho. O Google Maps e o Waze cumprem o papel de encontrar os lugares para abastecer e se alimentar. Já para achar os campings, alguns aplicativos facilitam o serviço – e além da localização, dão detalhes da estrutura de cada local e reúnem comentários de outros visitantes (confira alguns sites e aplicativos mais abaixo).

Na hora de eleger uma base, alguns elementos não podem faltar. Segundo Ana Claudia, um camping precisa de três itens indispensáveis: energia elétrica para recarregar o motorhome e não gastar a bateria do veículo; sistema para descartar esgoto e reabastecer o tanque de água (é recomendado fazer esse processo a cada 2 dias) e um banheiro com chuveiro, para conseguir tomar um banho mais decente sem gastar a água do veículo. Outros recursos bastante úteis são lavanderia e loja de conveniência. 

Viagens
Sobre Viagens
Conheça os lugares mais lindos e charmosos do Brasil e do Mundo!
Ele1 - Criar site de notícias