Segunda, 06 de Julho de 2020 15:52
67 99879-8533
Esportes Futebol Carioca

Vigilância Sanitária aprova CT do Flamengo e aponta 11 infrações nos outros clubes

Irregularidades encontradas nos centros de treinamento vão desde ausência de dispensadores de álcool em gel até lixeiras sem pedal. Túneis de desinfecção viram problema.

24/06/2020 13h13
17
Por: Redação 2 Fonte: Globoesporte.com
Fiscalização da Vigilância Sanitária no CT do Vasco — Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária
Fiscalização da Vigilância Sanitária no CT do Vasco — Foto: Divulgação/Vigilância Sanitária

O único centro de treinamento dos clubes da cidade do Rio de Janeiro aprovado no que diz respeito às normas do combate ao novo coronavírus foi o do Flamengo. A prefeitura do Rio, por meio da Vigilância Sanitária, vistoriou as instalações das equipes nesta terça-feira e identificou 11 infrações nas dependências de Botafogo, Fluminense, Vasco, Bangu, Madureira e Portuguesa.

As irregularidades vão desde a ausência de dispensadores de álcool em gel até lixeiras sem pedal para abrir a tampa. Em um comunicado, a Vigilância Sanitária fez um resumo das inspeções:

- "Flamengo – Estava em conformidade com as regras.

- Botafogo, Vasco, Fluminense e demais clubes - Foram identificadas cabines de higienização, ausências de dispensadores de álcool em gel e sabão líquido em lavatórios, de álcool em gel nas áreas de acesso e circulação, lixeiras inoperantes e falta de lixeiras com tampas acionadas por pedal, ausência de funcionários de limpeza, e ausência de cartazes informativos sobre as Regras de Ouro para a prevenção da Covid-19."

- Verificamos se eles começaram a implantar os protocolos específicos determinados pelo órgão sanitário municipal. Também temos um papel educativo e levamos orientações para os administradores, equipes e colaboradores para que possam de maneira plena cumprir essas determinações – explicou a subsecretária de Vigilância Sanitária, Márcia Rolim.

A prefeitura também pediu para que os clubes que possuem túneis de desinfecção suspendessem o uso do equipamento. A decisão foi baseada em recomendações da Anvisa, que não vê eficácia nos túneis. Botafogo e Vasco, por exemplos, instalaram as cabines em seus centros de treinamento.

A Vigilância Sanitária informou que os clubes têm prazos para corrigir as infrações apontadas, embora no comunicado não tenha estipulado qual o tamanho do prazo. E disse, também, que as equipes vão retornar "nos próximos dias" aos centros de treinamentos para verificar se os ajustes foram feitos.

Ele1 - Criar site de notícias