Sexta, 29 de Maio de 2020 18:28
67 99888-2258
Esportes Bundesliga

Governo autoriza volta do Campeonato Alemão neste mês, e data será definida pela Bundesliga

Após reunião, chanceler Angela Merkel dá sinal verde para que bola volte a rolar após atletas ficarem isolados por uma semana. Dias 15 e 22 de maio são cotados para recomeço.

06/05/2020 14h23
81
Por: Redação 2 Fonte: Globoesporte.com
Equipes alemãs, como o Bayern de Munique, voltaram a treinar no começo de abril — Foto: Reuters
Equipes alemãs, como o Bayern de Munique, voltaram a treinar no começo de abril — Foto: Reuters

O Campeonato Alemão recebeu o sinal verde para ter bola rolando nas próximas semanas. O governo nacional decidiu autorizar o retorno da Bundesliga ainda em maio, na segunda quinzena do mês, depois de uma videoconferência entre a chanceler Angela Merkel e os governadores locais. A data para recomeço dos jogos será definida pela liga, e os dias 15 e 22 de maio são os cotados. Todas as partidas ocorrerão com portões fechados.

O governo alemão exigiu que, para que o campeonato seja iniciado, os atletas fiquem em isolamento total por pelo menos uma semana. Na última terça, a imprensa local chegou a afirmar que as autoridades só deixariam que a bola voltasse a rolar na última semana do mês, exigindo uma quarentena mínima de duas semanas.

Desta forma, o torneio será a primeira grande liga do futebol europeu a ser retomada depois da longa paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. Com o contágio na população sob maior controle, em comparação a outros países do continente, a Alemanha iniciou medidas de afrouxamento do isolamento social no começo de abril, quando os clubes locais retomaram as atividades.

- As decisões de hoje são boas notícias para a Bundesliga. Ela será associada com grande responsabilidade pelos clubes e seus funcionários, para que sejam implementadas as medidas médicas e de logística necessárias. Jogos sem público não são ideais para ninguém, mas em uma crise que ameaça a existência de alguns clubes, é a única maneira de manter as ligas - afirmou o diretor-executivo da Liga Nacional Alemã (DFL), Christian Seifert.

A Bundesliga foi paralisada no dia 8 de março, ao fim da 25ª rodada. Restam nove partidas para cada clube realizar para a conclusão da temporada 2019/20. O Bayern de Munique era o líder da competição no momento da pausa, com 55 pontos, quatro a mais que o Borussia Dortmund. Leipzig e Mönchengladbach completam a zona de classificação para a próxima Champions.

O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, agradeceu à decisão do governo alemão que permite a continuidade da Bundesliga no fim do mês.

- Isso garante que as decisões esportivas são tomadas dentro de campo e não em salas de executivos. Eu gostaria de expressar os meus agradecimentos à Liga de Futebol Alemã (DFL) e à Força de Trabalho da Saúde pelos excelentes planos médicos e organizacionais. Peço a todos os envolvidos que sigam esses planos, que são a base para resumirmos os jogos, de maneira exemplar e disciplinada - declarou o Rummenigge, em nota oficial.

Trabalhando em seus CTs há cerca de um mês, as equipes começaram a passar por testes para a Covid-19 na última semana, quando mais de 1.700 funcionários dos clubes das duas primeiras divisões foram examinados. Dez deles testaram positivamente para a doença - incluindo funcionários do Colônia e do Borussia Mönchengladbach - e foram colocados em quarentena de 14 dias.

Os resultados positivos acenderam um alerta nos clubes, uma vez que o protocolo nacional não exige que outros atletas que tiveram contato com os infectados sejam isolados também. Entretanto, a testagem duas vezes por semana é considerada um mecanismo seguro para impedir que o vírus se alastre dentro de uma equipe e permita, portanto, a continuidade dos treinos.

A Alemanha proibiu grandes eventos até o dia 24 de outubro, mas a DFL apontou ter elaborado protocolos que permitirão a realização das partidas sem público, com no máximo 300 pessoas envolvidas em todo o processo - incluindo funcionários dos clubes, staff do estádio, além de jornalistas e equipes de transmissão.

Ele1 - Criar site de notícias