Sábado, 06 de Junho de 2020 20:19
67 99879-8533
Dólar comercial R$ 4,99 -2.802%
Euro R$ 5,61 -3.352%
Peso Argentino R$ 0,07 -3.356%
Bitcoin R$ 51.124,24 -0.29%
Bovespa 94.637,06 pontos +0.86%
Economia Procon MS

Diferença de 260% nos preços de produtos de higiene e limpeza foi registrada em pesquisa do Procon Estadual

Nesta edição da pesquisa, foram comprados 147 itens.

29/04/2020 11h30
155
Por: Redação 2 Fonte: Procon MS
Foto: Procon/MS
Foto: Procon/MS

Adquirir produtos de higiene pessoal e limpeza procurando gastar um pouco menos, em Campo Grande, está demandando verificação de preços. Isso ficou demonstrado em trabalho realizado por equipe de pesquisa da Superintendência para Orientação do Consumidor – Procon/MS, órgão da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, no período de nove a 14 de abril em curso, envolvendo 15 estabelecimentos de diversos portes e 229 produtos.

Do total de produtos cujos preços foram verificados, 181 são divulgados, uma vez que o critério da pesquisa é levar a publico informações a respeito de itens que tenham sido encontrados em, pelo menos, três estabelecimentos. De todas as unidades comerciais visitados, a que apresentou maior número entre os itens pesquisados, com 140 deles foi o Assai Atacadista da avenida Cônsul Assaf Trad, a maior quantidade (58) com menor preço estava no Atacadão da Coronel Antonino enquanto o maior preço – 38 produtos- foi encontrado no Comper da avenida Mascarenhas de Moraes.

A diferença em índice percentual mais elevado chegou a 260,87 por cento em relação ao aparelho de barbear Gilette prestoobarba ultragrip com duas unidades, produto encontrado no supermercado Real a R$ 2,99 e no Extra por R$ 10,79. Já, em se falando de menor índice (5,27%), a diferença se registrou em relação a papel higiênico (Milli com quatro rolos). O valor de venda no Pires era de R$ 5,69 enquanto nos supermercados Legal e Real o preço fixado era de R$ 5,99.

Nesta pesquisa recente, os estabelecimentos visitados foram Assai Atacadista (avenida Cônsul Assaf Trad), Atacadão (avenida Coronel Antonino), Carrefour (avenida Afonso Pena), Supermercado Comper (avenida Mascarenhas de Moraes), Supermercado Duarte (avenida Manoel da Costa Lima), Extra Hipermercado (rua Joaquim Murtinho), Fort Atacadista (rua São Borja), Supermercado Legal (avenida José Nogueira Vieira), Pague Poko ( rua Pinhão), Supermercado Pires (avenida Guaicurus), Supermercado São João (avenida Arquiteto Vila Nova Artigas), Supermercado Nunes (avenida Euler de Azevedo), Supermercado Santo Antonio (rua João Francisco Damasceno), Supermercado Real (avenida General Alberto Carlos de Mendonça Lima) e Supermercado Mister Junior (rua das Palmas).

COMPARATIVO

O setor de Pesquisa do Procon Estadual, após realizar o trabalho a campo estabeleceu termos comparativos entre os preços verificados e os que eram praticados no trimestre anterior. Para tanto, é observado que o produto apresente as mesmas características, ou seja, tenham tamanho, peso e medida iguais nas duas apresentações.

No comparativo observou-se que houve variação de preços tanto para maior como para menor. Nesta edição da pesquisa, foram comprados 147 itens. Entre estes 49 apresentaram defasagem nos valores de venda com diferença de até 58,89 por cento para menor como é o caso da cera liquida Poliflor de 700ml que no trimestre anterior era comercializada por R$ 11,86 e agora foi encontrada por R$ 7,46, enquanto os restantes (98) produtos apresentaram aumento nos preços com índice de até 25,54 por cento a mais, em relação a absorvente higiênico Sempre Livre, embalagem com oito unidades.

Ele1 - Criar site de notícias