Domingo, 07 de Junho de 2020 02:39
67 99879-8533
Polícia Amambai

Capataz que matou prefeito se nega a participar, mas polícia faz reconstituição e conclui inquérito

Genro da vítima também foi ferido a tiros em fazenda. Capataz foi indiciado por 3 crimes, segundo a polícia de MS.

27/03/2020 12h53
52
Por: Redação 2 Fonte: G1 MS
Capataz foragido se entregou à polícia de MS no dia 12 de março. — Foto: Sejusp/Divulgação
Capataz foragido se entregou à polícia de MS no dia 12 de março. — Foto: Sejusp/Divulgação

A Polícia Civil de Amambai, a 332 km de Campo Grande, realizou a reconstituição do assassinato do ex-prefeito da cidade e assessor especial no Escritório de Gestão Política de Mato Grosso do Sul, Dirceu Luiz Lanzarini, de 62 anos. Na ocasião, o genro da vítima, Kesley Aparecido Vieira Matricardi, de 33 anos, também foi ferido a tiros. Em seguida, houve a conclusão do inquérito.

"Nós fizemos a reprodução simulada do crime e o capataz não participou. Foi o advogado dele quem informou que ele não participaria. Nós então tivemos uma pessoa, com o mesmo porte físico dele, participando da reprodução. Em seguida, houve a conclusão do inquérito", afirmou o delegado Marcos Werneck, responsável pelas investigações.

Conforme o delegado, Luis Fernandes, de 54 anos, responde por homicídio qualificado contra Dirceu e tentativa de homicídio contra Kesley. Ele ainda possui o agravante do porte de arma de uso restrito. O capataz se entregou na polícia no dia 12 de março deste ano. No depoimento, testemunhas comentaram que ele apenas "trocou poucas palavras" e depois já apontou a arma e atirou nas vítimas.

ENTENDA O CASO

Dirceu Lanzarini foi morto após ser atingido por dois tiros na fazenda dele, em Amambai. A informação foi confirmada pela assessoria da prefeitura do município sul-mato-grossense.

Dirceu foi levado para o Hospital do Coração, em Dourados, região sul do estado, onde teve uma parada cardiorrespiratória assim que chegou. Conforme informações obtidas no hospital, os médicos tentaram estabilizá-lo, mas, sem sucesso.

Após seguidas paradas cardíacas, Lanzarini não resistiu e faleceu próximo das 15h (de MS). O genro do ex-prefeito também deu entrada no hospital.

O Secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Elias Verruck, confirmou a notícia. "Infelizmente ele não conseguiu resistir aos ferimentos. Chegando em Dourados, ele faleceu. É um momento de dar apoio à família", disse.

Ele1 - Criar site de notícias