Em queda livre

Thiago Neves perde pênalti, Cruzeiro decepciona e é derrotado pelo CSA

Time azul fez um jogo ruim, não superou a defesa alagoana e terá de juntar forças para evitar o maior vexame de sua história de 98 anos.

29/11/2019 08h17
Por: Redação 2
Fonte: Lancenet
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

O Cruzeiro conseguiu achar uma nova forma de decepcionar o seu torcedor ao perder para o CSA, em casa, por 1 a 0, gol de Alan Costa. O resultado manteve a Raposa no Z4 e tira do time mineiro o poder de depender apenas de seus esforços para evitar a queda à Série B.

Para os alagoanos, que começaram a partida praticamente rebaixado, os três pontos deram sobrevida à equipe, que ainda sonha com a permanência na Série A em 2020. A Raposa continua com 36 pontos, na 17ª posição, seguido pelo CSA, 18º, com 32 pontos.

A noite cruzeirense foi uma soma de má atuação, displicência e má fase, com direito a sinalizadores dentro de campo e confusão na arquibancada. O meia Thiago Neves, que perdeu um pênalti, pediu desculpas ao torcedor e espera juntar forças para tentar vencer o Vasco, na próxima segunda-feira, em São Januário, no Rio de Janeiro.

VELHA DIFICULDADE

O Cruzeiro não consegue ter velocidade na troca de passes, se tornando um time previsível e fácil de ser marcado. A tentativa de Abel com Pedro Rocha e Ezequiel pelos lados, foi válida para dar outra cara ao ataque.

THIAGO NEVES LENTO E COM POUCA EFETIVIDADE

A dependência do camisa 10 em articular as jogadas de ataque se tornaram uma arma fácil para os rivais barrarem. Com pouca mobilidade e sem força para acionar os jogadores do ataque, Thiago Neves continua deixando o meio de campo do Cruzeiro sem criatividade.

CSA POR UMA BOLA

O jogo dos alagoanos era tomar a bola da Raposa e mandar para a correria de Apodi. Funcionou pouco, mas pela postura em campo, foi a arma mais utilizada na partida.

PERDEU…

Na única boa jogada do Cruzeiro no primeiro tempo, Pedro Rocha driblou um defensor, tabelou com Fred, saiu na cara do gol e... Chutou para fora.

VACILO DA DEFESA AZUL. CSA NA FRENTE

Em uma bola perdida por Pedro Rocha, a defesa da Raposa cede escanteio e na cobrança, todos parados, Ricardo Bueno cabeceia, Fábio defende, a defesa ainda em momento “estátua” vê Alan Costa empurrar para o fundo das redes. Drama azul aumentando no Mineirão.

PARTIU PARA O TUDO OU NADA

Abel não perdeu tempo e voltou para o segundo tempo com Robinho no lugar de Éderson e Joel, no de Fred, deixando o time ainda mais ofensivo.

VAR EM AÇÃO. ESPERANÇA NO MINEIRÃO

Em jogada pela esquerda, de Pedro Rocha, o defensor do CSA pisa no pé do atacante dentro da área, o árbitro não vê, mas a sala do VAR avisa que foi penalidade. Expectativa no Gigante da Pampulha.

Thiago Neves vai para a cobrança e…

Perde a chance do empate. A fase do meia é horrível. A bola foi chutada para fora e a Raposa só cava mais um pouco sua “cova” rumo à Série B.

DESESPERO TOTAL

Abel coloca Sassá e tenta a última cartada para tentar virar o jogo.

CONFUSÃO NO MEIO DA PARTIDA

Não bastasse as dificuldades em campo, alguns torcedores jogaram sinalizadores dentro do gramado, soltaram rojões, gerando uma correria em alguns setores do estádio, obrigando o árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo a paralisar a partida por alguns minutos.

THIAGO NEVES: O SÍMBOLO DA DERROCADA AZUL

Caso se confirme o rebaixamento, o meia deixará as páginas de conquistas para trás, tendo como marca eterna no clube ser o protagonista de uma campanha histórica, no sentido negativo.

ABEL NÃO OXIGENA O TIME

Apesar de ter tentado a vitória com cinco atacantes, a articulação de bola com Thiago Neves e Robinho não funciona mais. Maurício, da base, que vinha dando novo fôlego, nem para o banco de reservas foi. A base não tem vez com o treinador do Cruzeiro.

PRÓXIMOS JOGOS

O Cruzeiro continua sua saga para tentar escapar da “degola” e vai ao Rio de Janeiro na segunda-feira, 2 de dezembro, para encarar o Vasco, às 20h. O CSA terá pela frente o Bahia, domingo, 1º, às 18h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 1 CSA

Local: Mineirão-Belo Horizonte(BH)

Data-Hora: 28 de novembro de 2019, às 21h30

Arbitragem: Vinicius Gonçalves Dias Araújo(SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Bruno Salgado Rizo(SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral(SP)

Cartões Amarelos: Jordi, Euller, Jonatan Gomez, João Vítor(CSA)

Cartões Vermelhos: -

Público e Renda: não divulgados

Gol: Alan Costa, aos 42’-2ºT(0-1)

CRUZEIRO: Fábio, Orejuela, Léo, Cacá e Egídio. Henrique, Éderson(Robinho-intervalo),Thiago Neves, Ezequiel(Sassá, aos 23’-2ºT), Pedro Rocha, Fred(Joel-intervalo). Técnico: Abel Braga.

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Castán e Rafinha; João Vítor, Nílton, Jonatan Gomez e Euller(Warley, aos 13’-2ºT); Apodi(Bruno Alves, aos 23’-2ºT) e Ricardo Bueno. Técnico: Argel Fucks.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Campo Grande - MS
Atualizado às 05h12
21°
Muitas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 19°
21°

Sensação

9 km/h

Vento

100%

Umidade

Fonte: Climatempo
Café Marita
Municípios
Espetaculo Delivery
Últimas notícias
Old School Conveniência
Mais lidas
AACC